Qualquer número relativo à República Popular da China é impressionante: um PIB que cresce todos os anos, 1,36 bilião de habitantes, uma potência nuclear, o maior exército do mundo em termos de soldados… A cidade mais populosa é Xangai, que muitos dizem ser a cidade que substituirá Nova Iorque a todos os níveis. Vamos viajar até lá…

Um crescimento imparável
Mantendo as analogias citadinas, Xangai também é conhecida por Paris da Ásia, tal é o seu crescimento a nível de moda nos últimos anos. Fica localizada na costa leste da República Popular da China e tem, comparativamente a outras cidades chinesas, uma história relativamente curta. Antes das dinastias de Tang e Song era apenas uma aldeia de pescadores. Crescera durante a dinastia Ming, altura em que se construiu uma muralha que a protegeria das invasões dos piratas japoneses. Mas teve de esperar até à Guerra do Ópio, em 1842, para se transformar, tornando-se no maior ponto comercial entre o Oriente e o Ocidente. Como é óbvio, atraiu imensas empresas estrangeiras, sobretudo a partir da década de 30.

Xangai tem mais de 20 milhões de habitantes e mais de cinco mil arranha-céus

A cidade que nunca para
Em Xangai todos os dias há qualquer coisa a acontecer: um torneio de golfe, um master de ténis, um super concerto de rock…e aí sim, apesar da sua espectacular mudança de imagem, esta é uma cidade que soube misturar com sabedoria a modernidade mais estonteante com a sua herança ancestral. Centros comerciais mastodônticos, luxuosíssimos hotéis e uma praça financeira que já rivaliza com Wall Street partilham o espaço e o tempo com o Templo de Jade, o Bund (zona ribeirinha) ou o Jardim Yuguan.

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend