Coma isto para render mais no Crossfit!

Para render ao máximo na box de Crossfit, veja de onde pode extrair a melhor energia.

De que lhe vale ter um Ferrari se não tiver gasolina para o conduzir? Por mais usada que esteja esta metáfora, não existe melhor maneira para explicar a importância da dieta certa para treinar uma modalidade tão exigente como o Crossfit. Conheça os melhores conselhos alimentares para o seu rendimento vir ainda mais ao de cima.

O Crossfit costuma associar-se a duas dietas: a dieta da zona e a dieta paleolítica. Na verdade, nenhuma das duas está concebida para ganhar músculo nem para perder gordura de maneira específica, mas veja onde são iguais e no que se diferenciam.

No que consistem?
Basicamente, tanto a dieta da zona como a dieta paleolítica propõem uma redistribuição da quantidade e qualidade dos macronutrientes (hidratos de carbono, proteína e gorduras). O ideal é que a quantidade de açúcar seja reduzida para evitar que ao final de alguns anos desenvolva uma intolerância à própria insulina, diminuindo assim a probabilidade de sofrer de diabetes e todas as implicações relacionadas com esta doença.

Dieta da zona
A moderação e a variedade são as grandes armas para o sucesso. Para o conseguir eficazmente, esta dieta (baseada na mediterrânica) divide-se por blocos. Cada um deles é composto por 9 g de hidratos de carbono, 7 g de proteína e 1,5 g de gorduras polinsaturadas atenção: dentro dos 7 g de proteínas já está presente 1,5 g de gordura). O número de blocos por refeição depende do tamanho de cada pessoa, pois cada caso é um caso. O objetivo é evitar que surjam os picos de glicose depois das refeições para manter o nível de insulina numa zona estável, daí o seu nome de “zona”. Esta dieta utiliza umas tabelas de quantidades de alimentos para assegurar o equilíbrio dos macronutrientes em cada refeição. Entre cada uma delas não devem passar mais de cinco horas, uma das premissas mais conhecidas por qualquer adepto do fitness. Alimentos-estrela: azeite, frutas, hortaliças e outros alimentos típicos da dieta mediterrânica.
Alimentos proibidos: chocolate, bolachas, caramelos e outros doces.

Dieta paleolítica
Trata-se de uma dieta adequada ao espírito do CrossFit, já que as premissas essenciais de ambos falam de um regresso às origens. A dieta paleolítica consiste na restrição de alguns hidratos de carbono, basicamente cereais e farinhas refinadas. É suposto comer-se de modo semelhante ao homem do Paleolítico, ou seja, carne, verduras, sementes, raízes, frutos secos e fruta. O amido (presente nas batatas ou nos legumes), lácteos, açúcares e sal, não têm lugar nesta deita. A sua teoria assegura que os grãos são indigestíveis, por isso evita os que existem atualmente no mercado por serem alimentos processados. Assim sendo, a dieta paleolítica não restringe quantidades, mas propõe uma série de alimentos que devem ser cozinhados da maneira mais simples: sem óleos refinados. Esta dieta está a adaptar e a recriar cada vez mais receitas tradicionais, desde as pizzas aos pastéis sem farinha. Parece estranho, mas é verdade! Alimentos-estrela: nozes, carnes magras, ovos, frutas e verduras. Alimentos proibidos: batatas, legumes, queijo, iogurte, doces, álcool e farinhas.

  • Show Comments

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend