Publicidade Continue a leitura a seguir

Como fazer uma flexão de dois dedos como Bruce Lee

IMDb

Publicidade Continue a leitura a seguir

A verdade é que depois de assistir a um treino de Jeet Kune Do fiquei fascinado por esta arte marcial e pela figura de Bruce Lee. Devorei todo o tipo de informação sobre ele: vídeos, livros, o que encontrei na Internet e o que os fãs de artes marciais me contaram. A sua intensa vida e morte trágica parecem uma obra de ficção. E a sua técnica e filosofia são simplesmente inultrapassáveis.

Estudei entusiasticamente os seus melhores murros: o pontapé voador ou o famoso “murro de uma polegada”, que continua a ser um objeto de fascínio. O que mais me impressiona não são os socos, mas a sua força física. O seu recorde mundial de mais de 200 flexões de braço com apenas dois dedos de uma mão permanece invicto.

Antes de tentar fazê-lo e partir os dedos ou qualquer outra parte do corpo, decidi pedir personal trainers que conheço que me ensinassem o truque (desculpem, a técnica). Não tive sorte. Nenhum dos meus conhecidos tinha alguma vez tentado fazer este tipo de flexão.

Como fazer a flexão de Bruce Lee

Avinash Kumar (que se descreve como um “empresário, hacker, aprendiz de piloto e estar vivo” – um curioso currículo) conta como consegue fazer este tipo de flexões.

“É muito difícil, mas pode ser feito. Demorei 8 meses”: Kumar começou com flexões de um braço (descansando sobre a palma da mão) e também flexões de quatro dedos com ambas as mãos. Em 2 meses, conseguiu fazer até 10 flexões de 4 dedos (2 dedos em cada mão). Demorou mais 6 meses a passar de 4 dedos para 2 dedos.

Para além de treinar os seus dedos em flexões, começou a escalar rochas, uma disciplina que o ajudou muito a tolerar a dor e a fortalecer os seus dedos. Durante este tempo ele foi capaz de fazer 20 flexões com um braço. No sexto mês, foi capaz de equilibrar o seu peso em dois dedos sem fazer flexões de braço. No final do sétimo mês, ele conseguiu fazer uma flexão com um braço e apenas dois dedos. Como ele diz: “Chegou o dia em que, sem pensar nisso, acabei por experimentar, e funcionou”.

Truque simples

Se quiser fazer flexões de dois dedos, comece por fazê-las contra uma parede. Baixe gradualmente a altura do local em que está a tocar: uma superfície média poderia ser o balcão da cozinha.

É uma coisa boa a fazer?

Não, não é. De facto, não tem qualquer vantagem e é um exercício suscetível de lhe causar uma lesão. Pode fazê-las, mas é impossível vencer o desafio de Bruce Lee de 200+ flexões de dois dedos.

Segundo Mark Werner, um fisioterapeuta, “fazer flexões aumenta a amplitude de movimento do exercício em alguns centímetros, o que pode melhorar a força de aderência. No entanto… Também coloca muita tensão nas articulações das mãos, que são pequenas e bastante delicadas”.

Artigo escrito por Rosa Martí, uma leitora ávida da Men’s Health.

Next: Os 4 piores hábitos para o cérebro, segundo a ciência