Como poupar em tempos de inflação (e se vale a pena fazê-lo)

22 Setembro, 2022

É uma lógica fácil de compreender: quando os preços sobem, o nosso dinheiro vale menos. Isto faz com que a poupança tradicional, ter dinheiro num banco ou mesmo debaixo de um colchão perca o sentido. Mas será que existe uma maneira de continuar a economizar e não perder o poder de compra?

De acordo com Fernando Luque, editor da Morningstar na Espanha, “a poupança que não precisamos para cobrir contingências ou emergências, temos de colocá-la a trabalhar, isto é, investir num produto financeiro para que seja possível obter um retorno superior à inflação”, algo que o mesmo reconhece que não é assim tão simples. Luque afirma que uma forma de fazer isso seria aumentar o nosso perfil de risco, investindo em ativos que dão muito retorno, mas que também têm um certo risco. O especialista refere-se a ações ou fundos de investimento.

Mas estes tipos de produtos não são para todos e existem algumas opções de “refúgio” que podem ser mais interessantes. Aqui propomos quatro possíveis investimentos para poder economizar nestes tempos turbulentos e vencer a inflação:

  1. Invista as suas economias em ouro, metais ou ativos estáveis.

Embora possa parecer um pouco do século XIX, os metais preciosos sempre foram um refúgio para os tempos conturbados. O ouro, por exemplo, é algo que, embora o seu preço flutue, sempre será valioso. O mesmo acontece com outros tipos de metais ou com objetos como uma obra de arte.

Por isso, em tempos de inflação, muitos investidores investem nestes tipos de ativos, evitando assim a desvalorização do seu dinheiro.

  1. Troque o seu dinheiro por uma moeda estável.

Nos países com moedas fracas onde há casos de inflação alta, muitas pessoas optam por ter as suas economias em dólares ou em euros, moedas mais estáveis ​​que garantem que não perderão o seu valor.

Isto geralmente acontece em países da América Latina, onde as pessoas convertem a sua moeda nacional apenas as quantias de que precisam num determinado momento.

No nosso caso, as nossas poupanças são geralmente em euros, por isso não podemos tirar tanto partido desta situação.

  1. Invista em imóveis ou ativos que sejam reavaliados.

Se tem muito dinheiro guardado, uma boa ideia é investir em imóveis como uma quinta, um apartamento ou uma casa, cujo valor se mantenha estável ou até cresça com o tempo.

Se não tiver dinheiro para isso tudo, pode pensar em coisas mais pequenas, como uma loja, garagem ou outro ativo que possa vender a um bom preço no futuro.

  1. Invista em si ou no seu negócio.

Uma forma original de “economizar” é investir em si próprio. Se está a pensar em fazer um mestrado ou em algum tipo de formação já há algum tempo, talvez este seja o momento certo para fazê-lo. Pode ser um investimento económico significativo, mas talvez dessa forma torne o seu dinheiro muito mais lucrativo do que se o deixasse no banco.

No caso de ter o seu próprio negócio, este é o momento perfeito para melhorá-lo. Desta forma, se o seu negócio correr bem, irá obter indiretamente um bom retorno do seu dinheiro.

Outros Artigos



Outros Conteúdos GMG

Send this to friend