Microsoft está a espalhar computadores no fundo do mar!

A lógica está relacionada com a poupança de energia e com a falta de espaço. Vai daí e a Microsoft decidiu implementar um sistema de refrigeração para fazer face às altas temperaturas produzidas pelos Data Centers e consequentes gastos em ar condicionado para os alimentar – o fundo do mar é frio!

A multinacional começou a testar esta solução há cerca de três anos através da submersão de um data center durante cinco meses na costa da Califórnia. Esta semana foi submergido um segundo Centro de Dados junto das ilhas Orkney, na Escócia. De referir que este sistema congrega 864 servidores e armazena 27,6 petabytes. De referir ainda que a energia necessária para o funcionamento deste centro tecnológico provém apenas de energias renováveis.

A equipa responsável pelo chamado Projeto Natick tem um ano para analisar uma série de parâmetros, mas muito em concreto a consumo de energia, a variação da temperatura, a humidade, ruído, entre outros. Desconhecemos o impacto ambiental que possa estar inerente.

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend