10 maneiras de escapar à morte

Dizem que as duas únicas coisas certas na vida são a morte e os impostos. Se no que toca a este último nada podemos fazer, conseguimos ajudá-lo a adiar essa ida para o outro mundo. Tudo com base científica…

  • Anterior
  • Próximo

    1 - Pensamento positivo

Os homens que ocupam a sua mente com “mil coisas” podem perder até 16 anos de vida, segundo a Universidade de Pardue (EUA).

    2 - Consuma mais magnésio

Durante um período de 18 anos, investigadores franceses constataram que os homens com níveis elevados de magnésio tinham menos 40% de probabilidades de morrer de qualquer causa que os que tomam suplementos deste mineral essencial.

    3 - Procure ter diariamente momentos para rir

Por exemplo, ver um vídeo cómico de 15 minutos pode melhorar o fluxo sanguíneo em 50%, informam investigadores da Universidade de Maryland (EUA). “Isto pode reduzir a formação de coágulos, os depósitos de colesterol e as inflamações”, afirma o Dr. Michael Miller, autor do estudo. Simples: pesquise Porta dos Fundos, no Youtube.

    4 - Arranje tempo para fazer desporto

As pessoas que fazem exercício de qualquer intensidade duas horas por semana, numa média de 17 minutos diários, têm 61% menos probabilidades de stressar que os mais sedentários, em consonância com um grupo de investigadores dinamarqueses.

    5 - Junte caril à sua comida

Um estudo do Instituto de Nutrição e Tecnologia da Alimentação da Universidade de Granada revela que uma alimentação rica em caril previne o aparecimento de doenças cardiovasculares, graças ao seu poder antioxidante. Como se fosse pouco, também protege de outras doenças vasculares, como a embolia cerebral.

    6 - Aposte em refeições coloridas

Cientistas da Universidade Estatal de Colorado (EUA) perceberam que os homens que comem mais variedade de frutas e verduras ficam em vantagem para lutar contra o cancro em relação aos que comem mais em quantidade e menos em variedade. Isto deve-se a que os compostos das hortaliças e verduras que protegem contra as doenças variam em cada família botânica. Escolha uma dose de cada uma destas cores: roxo, verde, branco, encarnado e amarelo-alaranjado.

    7 - Faça musculação

Cientistas da Universidade do Michigan (EUA) argumentam que os homens que realizam três treinos de força por semana durante dois meses veem a sua pressão sanguínea diastólica reduzida em até oito pontos, o suficiente para baixar em 40% o risco de sofrer uma embolia e em 15% o risco de um enfarte.

    8 - Controle o açúcar que ingere

As pessoas com níveis elevados de açúcar no sangue correm um risco multiplicado de morrer do coração, segundo a Universidade Johns Hopkins (EUA). Não só o risco cardiovascular aumenta quando uma pessoa é diabética (o que significa ter níveis de glicose em jejum superiores a 126 mg por decilitro), como os níveis mais baixos podem levar a problemas cardiovasculares. Um sinal de alarme: um nível de açúcar no sangue superior a 100 mg por decilitro.

    9 - Treine em grupo

Investigadores da Universidade de Duke (EUA) defendem que este número e o exercício necessário para o conseguir previnem a acumulação de tecido adiposo nas vísceras, a perigosa gordura abdominal que provoca inflamação arterial e hipertensão. Isto significa, por exemplo, correr a um ritmo moderado cinco quilómetros três vezes por semana. Não faz o seu género? Vá jogar futebol ou futsal com os seus amigos. Um estudo do British Medical Journal descobriu que as pessoas que treinavam em grupo queimavam mais 500 calorias por semana do que as restantes.

    10 - Evite alguns cereais

Cientistas australianos chegaram à conclusão de que o consumo habitual de cereais de grão refinado aumenta a insulina e a proteína C-reactiva e faz descer o colesterol “bom”, todos fatores que contribuem para aumentar o risco de doenças coronárias. A melhor opção para o pequeno-almoço são os cereais integrais, compostos essencialmente por grãos inteiros sem açúcar.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend