É isto que acontece ao seu corpo num voo

Durante qualquer voo, podem acontecer várias coisas relacionadas com a saúde, sobretudo em voos de longa distância. Eis as principais…

  • Anterior
  • Próximo

    OUVIDOS

Pode sentir enjoo, mas o mal-estar costuma começar nos ouvidos. O centro de equilíbrio do organismo atrofia quando há turbulência ou quando o que vê (os bancos imóveis) não coincide com o que sente (movimento do voo). Uma boa dica de prevenção passa por escolher sempre um lugar sobre as asas, o local mais estável do avião.

    CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA

A baixa pressão atmosférica da aeronave e a inatividade física podem desferir um golpe duplo na diminuição da circulação sanguínea, abrindo a porta para a trombose venosa profunda – quando o sangue coagula e entope as veias.

    SONO

Quando se muda de fuso horário repentinamente, há sempre alguma “confusão” a nível do ritmo circadiano – o período de 24 horas no qual se baseia o ciclo biológico. Se vai chegar ao destino já de noite, baixa a janela, evita a luz e tenta dormir durante o voo; se vai chegar pela manhã ou tarde, viaje do lado em que o sol vai nascer ou se encontra.

    ESTÔMAGO E NARIZ

A baixíssima humidade do ar no avião pode secar as vias respiratórias e a camada de muco protetora das narinas. Os melhores mecanismos de defesa passam por evitar tocar nos olhos e nariz e lavar as mãos frequentemente.

    CÉLULAS

Os gases da atmosfera terrestre dissipam-se acima de 30 mil pés, de modo que quem voa recebe níveis elevados de radiação cósmica. Mas apesar de o excesso de exposição a este tipo de radiação poder causar alterações celulares, só é mais preocupante para os tripulantes do voo – especialmente as grávidas – e viajantes assíduos.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend