Acenda a chama do prazer: O caminho até ao clitóris

12 Maio, 2020

clitóris, prazer, orgasmo

Para começar, tenho de fazer uma confissão. São poucos os homens que sabem estimular uma mulher. Alguns estudos demonstraram que elas têm cerca de oito mil ligações nervosas. Sensíveis ao mínimo toque. Foi criado para ser tocado, mas está longe de ser um ‘botãozinho’ que apertam e grita de imediato ‘aaahhh’! Não basta descobrir onde está o clitóris: é necessário seduzir, saber acariciar, conhecer o corpo dela em profundidade. Mas não se preocupe: vamos dar-lhe uma mãozinha.

Prepare o terreno

Sejamos sinceros: o melhor para carregar as baterias é um bom beijo na boca. Muitos homens apressados acabam por passar demasiadamente depressa por essa etapa tão simples e tão importante. O estímulo que um bom beijo provoca faz com que as terminações nervosas se ponham em funcionamento e é assim que o clitóris se vai preparando e, inclusivamente, a vagina, que começa a lubrificar. E até que isso aconteça, o clitóris não estará pronto para ser tocado.

De facto, antes desse momento, esses toques podem até magoar. Para que tenha uma ideia de quanta excitação posso provocar numa mulher, lembre-se do que pode sentir quando a glande do pénis é tocada corretamente. Isso deixa-o louco? Com o toque certo, as mulheres também ficam totalmente descontroladas. Ah e quem disse que o pénis grande era êxito garantido está errado. Não passa de um mito! O grande segredo reside em saber explorar e conhecer melhor o clitóris, tal como as partes que o rodeiam.

Leve-a ao céu

Por exemplo, molhe os dedos em saliva e estimule-a com toques leves e movimentos circulares para cima e para baixo. Assim que a sentir entusiasmada, massaje aquela zona até que ela se excite.

Quando menos esperar, ela vai sentir algo diferente, suave, texturizado, molhado… delicioso: A sua língua. De seguida, explore, suba, explore, suba, sem qualquer tipo de hesitação, beije-a apaixonadamente (a língua nunca poderá ser rígida). Por fim, surpreenda-a com o dedo na vagina enquanto continua a provocá-la com a língua, tudo isto a um ritmo ininterrupto que elas adoram.

Onde vive o clitóris?

Estamos a aprender a teoria e, para tal, há que começar pelas questões mais básicas. Apesar de ser o maior ponto de excitação feminino, o clítoris não é a única fonte de prazer. Está rodeado de aliados como os lábios vaginais e hospedado na vagina, onde todos formam um conjunto que é capaz de catapultar o prazer de qualquer mulher. De facto, estes aliados são capazes de proporcionar muito prazer sem a necessidade do clítoris. O corpo da mulher é uma fonte inesgotável de sensações, portanto, aquelas que não têm clítoris conseguem encontrar outras formas de atingir o orgasmo.

Já sabe onde o encontrar? Passemos à estimulação no sítio certo

Tem aqui um ‘treino’ que deixará em forma qualquer clítoris. O ritual começa com uma leve massagem nas pernas feita com óleos e que se torna mais intensa quando se aproxima da vagina. De seguida, e com os lábios superiores ainda fechados, faça carícias indiretas no clítoris, com os dedos em modo pinça. O próximo passo consiste na estimulação do clítoris com movimentos circulares para cima e para baixo. Para proporcionar ainda mais prazer, precisará de um aliado. A vibração sobre o clítoris provoca sensações intensas à mulher e pode ajudá-la a alcançar orgasmos mais facilmente. Algumas mulheres têm muita sensibilidade na região e por vezes não aguentam estímulos muito intensos e frequentes, mas, quanto mais massajada a zona, mais se fortalece o clítoris com o tempo, trazendo a possibilidade de orgasmos múltiplos.

Vamos lá ao orgasmo!

Não pretendemos fazer aqui um manual prático para vos ensinar a lidar milimetricamente com o clitóris, uma vez que todas as pessoas têm preferências e habilidades distintas. Mas existem detalhes que podem marcar a diferença na hora dos preliminares: quando a quiser beijar lá em baixo, ponha-se numa posição cómoda e prepare-se para trabalhar cerca de 20 minutos na zona. Demora muito? Fique a saber que esse é o tempo médio que uma mulher demora a atingir o orgasmo, segundo os especialistas. Use a mesma delicadeza do beijo nos momentos de sexo oral. Sinta o odor da mulher e brinque com as suas curvas. Deste modo, garanto-lhe que receberá uma saudação húmida e calorosa. E será recompensado com a mesma dedicação.

As reações da mulher dirão se está no caminho certo. A comunicação é sem dúvida muito importante – a verbal e a corporal. Não deixe de sentir os movimentos de anca, a respiração e as expressões faciais que ela vai tendo. Quando a mulher está a desfrutar com movimentos à pressão e intensidade com que a acaricia, agarre-se a esse momento e nem pense em mudar de posição: não pare e mantenha-se concentrado, o golo está assegurado. Não tente fazer tudo ao mesmo tempo, aproveite.

Agora percebe como o clitóris o pode ajudar a ter uma noite incrível de sexo? O que mais se pode pedir? Este pode ser o começo de uma grande e íntima amizade…

Outros Artigos



Outros Conteúdos GMG

Send this to friend