O que ela quer, mas não lhe diz

Todos nós temos fetiches e elas não fogem à regra!

Como o saber não ocupa lugar, ainda vai a tempo de ler este artigo e investir algum tempo a explorar os desejos sexuais da sua mulher. Depois? Bem, depois puxe por ela, porque se você ainda tem algum receio de revelar os seus fetiches, é muito provável que se passe o mesmo com ela. No entanto, através do diálogo um novo mundo pode estar prestes a ser revelado.

A maioria dos fetiches continuam a ser considerados, no mínimo, estranhos, mas são apenas uma forma da mente aumentar a proporção do prazer.

A origem dos seus desejos
O que pode parecer comum para a maioria das pessoas – um lenço de seda ou uns pés descalços – é uma autêntica fixação sexual para outras.
“O fetiche tanto pode ter origem em situações ou temores vividos na infância, bem como em transtornos de personalidade. Mas isto não significa que um fetichista tenha necessariamente um transtorno”, explica a dra. Mariagrazia Marini, psicóloga clínica e psicoterapeuta (psico-online.net).
Embora haja uma tendência para se pensar que o fetichismo seja uma particularidade específica da sexualidade perversa, “a verdade é que todas as pessoas podem apresentar algum tipo de fetiche”, acrescenta.
Já está a pensar no seu?


Quanto mais “proibido” melhor!
A maior parte dos casais só se apercebe dos fetiches um do outro após o casamento. Por uma razão ou por outra, quando decidem revelar os seus desejos mais íntimos (e guardados há tanto tempo) o resultado pode ser surpreendente: ou origina a compreensão e aceitação da parceira ou, por outro lado, gera uma raiva e desconfiança assente na ideia de nunca o ter revelado até então.
“O prazer sexual, quando associado a novas iniciativas consentidas por ambos e com combinações que não impliquem transtornos a qualquer uma das partes, permite evoluir e ampliar a vida sexual proporcionado a liberdade erótica”, indica a dra. Mariagrazia Marini.
Hoje em dia a maioria dos fetiches continuam a ser considerados, no mínimo, estranhos, mas são apenas uma forma da mente aumentar a proporção do prazer. E lembre-se sempre de um (enorme) pormenor: todos nós temos as nossas obsessões sexuais, por mais simples que possam parecer. E vendo bem, se assim não fosse, será que o sexo poderia ser tão excitante como é?

As 10 maiores fantasias sexuais delas

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend