Os novos benefícios do prazer, segundo a ciência

Segundo vários estudos, manter uma atividade sexual abundante pode beneficiar a saúde física e, inclusive, aumentar a nossa esperança de vida. Portanto, o sexo ajuda a…

  • Anterior
  • Próximo

    O sexo ajuda a viver mais e melhor

Um estudo publicado no British Medical Journal, realizado ao longo de uma década em 918 gauleses entre os 45 e 59 anos, constatou que o risco de mortalidade era 50% menor entre os que tinham desfrutado de uma “elevada frequência orgásmica” do que os que não tiveram a sorte de beneficiar de idêntico caudal ejaculatório. Apesar de não ser possível determinar as razões, “a atividade sexual é aparentemente benéfica para a saúde dos varões”, explica o Dr. George Davey Smith da Uinversidade de Bristol.

    O sexo reforça as defesas do organismo

Ter relações sexuais, pelo menos duas vezes por semana, ajuda a fortalecer o sistema imunológico, segundo cientistas da Universidade Wilkes, na Pensilvânia. Os psicólogos concluíram que os homens que tinham uma vida sexual ativa apresentavam mais 30% de glóbulos imunes no sangue do que os restantes. “O impacto da saúde sexual no bem-estar geral é tão importante como uma alimentação equilibrada ou a prática de desporto”, diz a sexóloga Rosie King, que colaborou na sondagem sobre a atividade sexual feita pela Pfizer a 26.000 pessoas de 28 países.

    O sexo reduz a depressão e a ansiedade

Como se não bastasse, o sexo ainda consegue curar instantaneamente as pequenas depressões. Provoca uma acumulação de endorfina no sistema circulatório, que dá lugar a uma agradável sensação de euforia e bem-estar, e aciona a emissão – em AM e FM – de feromonas, as famosas substâncias químicas que atraem o sexo oposto. Assim, pode dizer-se que quantas mais vezes tiver sexo, mais possibilidades terá de repeti-lo.

    O sexo ajuda a emagrecer

Apesar de ainda não ser uma modalidade olímpica, o coito é um dos exercícios mais completos que existem. Trabalha todos os músculos do corpo e estimula a atividade coronária. Em média, com dois coitos por semana, consegue-se queimar 5.000 calorias por ano, sensivelmente o mesmo que percorrer a grande velocidade 80 quilómetros, mas com menos esforço. Se bem que, nem sempre.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend