A posição que garante mais orgasmos

Ainda que a maior parte das vezes exista a ideia de que o Ponto-G é quase uma zona de prazer mítica, difícil de encontrar e estimular, a realidade sobre esta importante zona é bastante diferente. “O Ponto-G é real, mas, na verdade, não é um ponto ou um botão que possa ser ativado”, explica a sexóloga Jessia O’Reilly. “É uma região de nervos e tecidos na parede superior da vagina, alguns centímetros depois da abertura vaginal”.

Ainda que cerca de 30% das mulheres afirme que consegue atingir o orgasmo através da estimulação do Ponto-G, nem sempre tal é possível só com a penetração. Nestes casos, a autoexploração da área poderá ajudar.

Para encontrar o Ponto-G, coloque uma pequena quantidade de lubrificante num ou dois dedos e insira-os na vagina, com palma da mão virada para cima. Sinta a parede superior da vagina (perto da barriga) para encontrar uma superfície com textura, que a faz sentir prazer de imediato, através do toque.

“O Ponto-G é real, mas, na verdade, não é um ponto ou um botão que possa ser ativado. É uma região de nervos e tecidos na parede superior da vagina, alguns centímetros depois da abertura vaginal”.

Depois de conhecer o básico, está na altura de utilizar as posições sexuais que melhor ajudam a atingir este tipo de orgasmo. “A posição mais eficaz para a maioria é a da mulher por cima”, explica a especialista. Tal acontece porque a posição permite que a pressão do pénis vá de encontro às paredes vaginais.
Para ajudar a manter a posição, experimente apoiar as mãos nas coxas dele e mexer as ancas de forma a brincar com o ângulo, velocidade e profundidade da penetração. Além de ser uma posição na qual os homens aguentam mais até à ejaculação, possibilita também acesso direto ao clitóris, para o atingir de um prazer duplo.

Se esta posição não funcionar, experimente o “doggy style”. Ajoelhe-se na cama de quatro e arqueie um pouco as costas – poderá ajudar, se deixar descair os cotovelos, uma vez que ter o órgão sexual mais alto pode ajudar o pénis a ter uma melhor posição para estimular as paredes vaginais).

Apesar as claras instruções tenha em conta que pode ser difícil encontrar a zona. “O que é interessante é que ainda que o Ponto-G seja real, nem todas as mulheres gostam de o sentir estimulado, da mesma forma que algumas pessoas gostam que lhes tocam nos pés e outras não”.

ARTIGOS RELACIONADOS


OUTROS CONTEÚDOS GMG


Send this to friend